10
Junho
16:00 — 17:00
São Miguel – Igreja do Colégio
Largo do Colégio

Ponta Delgada, 9500-075
A carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.

O Museu Carlos Machado inaugura GRATIA PLENA, instalação vídeo de Inês Gil, no sábado, dia 10 de junho, data em que se comemora também o 137.º aniversário do Museu.

Este evento contará com um momento musical pelo Conservatório Regional de Ponta Delgada.

 

Sobre GRATIA PLENA, de Inês Gil:

Realizada em 2016 para a renovação da capela do Seminário da Nossa Senhora da Conceição em Braga, a instalação vídeo GRATIA PLENA é uma interpretação contemporânea da Anunciação, sendo o mistério da origem da vida o tema principal da obra. Inês Mendes Gil propõe uma reflexão contemplativa sobre a origem da vida como acontecimento miraculoso e alegórico de uma estrutura sempre em construção.

A instalação está organizada em três momentos: o primeiro, Originis, mostra os quatro elementos da natureza e outros representantes do princípio da vida (cordeiros…); o segundo, Immaculata, envolve a presença humana (com o corte da pedra, a transformação da lã, a construção complexa de uma estrutura em madeira) e questiona a sua possibilidade em ser espiritual através da ideia de concepção divina e imaculada; a terceira, Annuntiatio, é o momento da Anunciação, através de uma compreensão humanista expressa na leitura do texto de Hildegard de Bingen, Ave Generosa (Sec. XII). A introdução da madeira, da pedra e da lã como elementos narrativos remetem para os materiais utilizados na construção da capela.

A narrativa da instalação percorre metaforicamente várias etapas da história da origem da vida a partir do texto bíblico: o rebanho no escuro como o ventre materno; a pedra que deixa uma semente crescer na sua aparente esterilidade; o jovem carpinteiro que personifica o anjo da Anunciação; a futura mãe que prepara a vinda de uma nova vida cardando a lã das ovelhas; a mão do escultor que cria a figura e a acaricia. Finalmente, a humildade da voz feminina na leitura do texto de Hildegard de Bingen relembra-nos a nossa condição humana e contrasta com o artifício da imagem.

A instalação estará em exibição até 3 de setembro no núcleo de Arte Sacra (Igreja do Colégio).

 

Foto: DR

PARTILHE ESTE EVENTO: