Open/Close Menu Todos os eventos dos Açores
As Festividades do Senhor Santo Cristo dos Milagres são, sem dúvida, a maior manifestação religiosa dos Açores, cuja veneração já remonta ao século XVI!
Depois da seleção das 10 coisas a fazer nas Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, no fim da festa ficam as 10 coisas que não conseguimos fazer neste Santo Cristo!

1. Não conseguimos comer uma fartura.

Aqueles amigos que fazem posts no Facebook a dizer que estão a caminho de Lisboa deviam fazer uma coisa: comer as suas farturas por lá. É uma chatice querer comer uma fartura no Santo Cristo e ter um tempo de espera maior que no Mané Cigano para comer chicharros.

2. Não conseguimos ganhar aquele cão de loiça do Bazar.

Mas não ficamos de mãos a abanar. Esta jarra já canta lá em casa…

3. Não conseguimos parar de comer presunto.

 E as barraquinhas só fecham no Sábado, dia 12 de Maio. Ainda vamos a tempo de apanhar uma doença crónica ou de ir comer, por precaução, a bela “sandes” para a porta do Hospital Divino Espírito Santo, que por sinal está aí mesmo à porta. O que vale é que são só sopas.

4. Não conseguimos estacionar sem ser em cima do passeio.

Quem consegue estacionar legalmente no Santo Cristo devia ganhar um prémio. Por exemplo, em 2019 devia ter um motorista privado para o ir levar e trazer à festa. Sempre era menos um a tentar estacionar…

5. Não conseguimos segurar o balão mais que 5 minutos.

Foram mesmo 5 minutos? É que quando pagamos o balão e olhamos para trás já só vimos uma criança a chorar e o balão lá ao longe.

6. Não conseguimos deixar de cumprimentar toda gente.

É por estes dias que se percebe o quão duro é o trabalho do Papa Francisco! Não há um ângulo ou recanto para onde se olha que não se encontre uma pessoa conhecida. E quando não encontramos é porque provavelmente estamos a olhar, embevecidos, para o Senhor Santo Cristo dos Milagres.

7. Continuamos a não conseguir ir à casa da banho

Já acumulamos uns bons anos sem ir à casa de banho. É tudo uma questão psicológica e quando se pensa que já não se aguenta mais, vem de lá uma «roqueira» e esquecemos o que estávamos a pensar naquele exacto momento.
 

8. Não conseguimos ser atropelados por um dos milhares de carrinhos de bebé (mas foi por pouco)!

Foi por muito pouco mesmo. E em diversas situações. Não é assim uma coisa do outro mundo, mas é um pequeno milagre não ter ficado com uma unha do pé negra ou com um joelho à Eusébio. Foi por muito pouco mesmo!
 

9.  Não conseguimos arrematar um bezerro. 

A frustração foi e ainda é muito grande. Consola apenas o facto de vivermos num T0 onde não é permitida a entrada a animais (nada que com um bocadinho de boa vontade não se resolvesse)…

10. Não conseguimos tocar no Santo Cristo (mas também mais ninguém consegue). 

No entanto, fica a promessa, para o ano não voltamos a tentar.

PARTILHE ESTE EVENTO:

Logo_footer   

   

error: O conteúdo deste evento está protegido!