20
Maio
10:30 — 17:00
São Miguel – Centro de Estudos Natália Correia
Rua do Monte, s/n

Ponta Delgada, Fajã de Baixo 9500-451
A carregar Eventos
  • Este evento já decorreu.

O Centro Municipal Natália Correia vai receber, a 20 de maio, o Colóquio Internacional “Os Açores: Escala da Primeira Travessia Aérea Atlântica (1919-2019)”, numa iniciativa do Instituto Açoriano de Cultura (IAC), realizada em parceria com a Câmara Municipal de Ponta Delgada.
Carlos Riley, autor do livro “100 Anos da Aviação nos Açores”, irá apresentar o seu livro durante o colóquio.

Ponta Delgada foi o primeiro lugar onde se assinalou a posição geoestratégica dos Açores. Há 100 anos, fez-se a escala, na base norte-americana instalada em Ponta Delgada, da primeira travessia aérea transatlântica.
Os Açores estiveram em destaque, durante e após da I Grande Guerra Mundial (1914/1918), uma vez que aqui se faziam várias escalas aéreas, incluindo aquela que aconteceu há um século e que agora se assinala no Colóquio Internacional “Os Açores: Escala da Primeira Travessia Aérea Atlântica (1919-2019).

Quanto ao colóquio propriamente dito, este tem início marcado para as 10h30 do dia 20 de maio, no Centro Municipal Natália Correia, na Fajã de Baixo, sendo a conferência de abertura subordinada ao tema “Os Açores no centro das relações luso-americanas”, por João Bosco Mota Amaral.
O primeiro painel decorre entre as 15h00 e as 16h00 e tem início com a intervenção “US Naval Aviation, the NC-4, and the Strategic Importance of the Azores”, pelo investigador norte-americano John P. Cann, ao que segue “A Aviação Naval e as travessias atlânticas: Sacadura Cabral”, por Mário Correia.
O segundo painel, entre as 16h30 e as 18h00, conta com as intervenções “Alguns Aviões com História nos Açores”, por José Toste Rego, “Os tempos da aviação pioneira no legado do coronel Afonso Chaves”, por Conceição Tavares, e “A Primeira Travessia Aérea do Atlântico vista dos Açores”, por Carlos Riley. Segue-se o lançamento do livro “100 Anos de Aviação nos Açores”, da autoria de Carlos Riley, que reúne um conjunto de estudos que, no âmbito do projeto “Asas sobre o Atlântico”, foram publicados anualmente na revista Atlântida.

 

Foto: DR

PARTILHE ESTE EVENTO: