Mini-Entrevista a Creusa Raposo: “Os Arrifes possuem grandes potencialidades no sector turístico”

Mini-Entrevista a Creusa Raposo: “Os Arrifes possuem grandes potencialidades no sector turístico”

[blank h=”30″]

[/blank]

No dia 7 de junho de 2019, Creusa Raposo dá a conhecer ao público o resultado da sua investigação ao património edificado da freguesia dos Arrifes, concelho de Ponta Delgada, no âmbito da sua dissertação de Mestrado em Património, Museologia e Desenvolvimento. Este novo livro de Creusa Raposo desafia os leitores a responder à seguinte pergunta: serão os Arrifes detentores de Património Cultural? Essa questão fica com o leitor, as restantes ficam por nossa conta…

[blank h=”30″]

[/blank]

[blank h=”30″]

[/blank]

1 – No dia 7 de junho, lança o seu mais recente livro Arrifes Detentores de Património Cultural?, que é resultado da sua dissertação de Mestrado em Património, Museologia e Desenvolvimento, em que estudou a malha urbana desta freguesia de Ponta Delgada, desde o povoamento até aos nossos dias. A que conclusões chegou? Os Arrifes são mesmo detentores de património cultural?

A dissertação de mestrado foi sobre o território e o património construído da localidade de Arrifes. Se a comunidade é ou não detentora de património cultural, cabe ao leitor decidir depois de fazer uma viagem entre os séculos XV até aos nossos dias, e com passagem pelas nossas tradições, pelos nossos imóveis e pelas artes decorativas.

 

2 – Uma das razões que a levou a estudar o património edificado dos Arrifes foi o facto de sentir que este é desvalorizado, visível no estado de degradação e de vandalismo e no desconhecimento da população acerca da História do mesmo. De que forma estudos como o seu poderão alertar para a importância do património no desenvolvimento social, económico e cultural da comunidade?

O estudo aqui apresentado não tem limites. É possível sempre investigar mais e conhecer mais. Aliás é um estudo que pode e deve ser reproduzido pelas ilhas açorianas. Isto permitirá olhar e ver realmente o que determinado bem cultural significa. Só em consciência poderemos decidir o melhor para a comunidade, ou seja, só poderemos cuidar, valorizar, preservar e transmitir às futuras gerações o que entendemos, pois ninguém cuida do que não conhece. Em último caso, quando existe a destruição ou o desaparecimento total, estes estudos são extremamente importantes, pois sem registo, quer fotográfico, quer de testemunhos orais, parte da nossa identidade e memória estaria perdida.

 

3 – O património dos Arrifes não se encontra, geralmente, nos roteiros de turismo cultural de Ponta Delgada, estando estes concentrados no centro histórico. O que um aficionado da cultura e património poderá apreciar na freguesia?

Os Arrifes possuem grandes potencialidades no sector turístico e no caso do património cultural é necessária uma intervenção cuidada. Posto isto, é possível vivenciar o património imaterial com especial destaque para os meses mais quentes, apreciar a arquitectura doméstica (desde a popular com características singulares até à casa nobre), religiosa, militar, de produção e utilitária e ainda vislumbrar azulejaria, mobiliário, talha, imaginária, paramentaria e ourivesaria de cariz devocional.

[blank h=”30″]

[/blank]

PARTILHE ESTE EVENTO:

Deixe uma resposta

Close Menu
error: O conteúdo deste evento está protegido!