Open/Close Menu Todos os eventos dos Açores

De 15 a 18 de novembro, a ilha de São Miguel recebe o evento Açores – Arquipélago de Escritores, uma organização da Câmara Municipal de Ponta Delgada com curadoria de Nuno Costa Santos, que contará com lançamentos de livros, mesas-redondas, tours literários, concertos, etc. No meio de tanta coisa boa, foi difícil escolher o que não se pode mesmo perder neste evento!

Conheça o nosso top 11!

Nota: Os eventos estão organizados por ordem cronológica.

1. Mesa 1: A Obsessão da Portugalidade ou a Tirania do Pastel de Nata?

15/11/2018 às 21:00 h

Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada – Auditório

No dia de abertura, 15 de novembro, a primeira mesa do evento é referente à Obsessão da Portugalidade ou a Tirania do Pastel de Nata, que contará com participação e moderação de Leonor Sampaio Silva, João Pedro Porto, Onésimo Teotónio Almeida, Pedro Mexia e Isabel Rio Novo.

Sinopse: Dizemos com frequência que somos o país com as fronteiras mais antigas da Europa e elogiamos as virtudes do pastel de nata. Fernando Pessoa recuperou o mito do Quinto Império e hoje a comunicação social multiplica artigos sobre Portugal como destino da moda. De José Gil à abundância de livros publicado sobre o nosso país, esta obsessão com a Portugalidade faz algum sentido ou é o cúmulo do narcisismo?

2. Curso de Gonçalo M. Tavares – “Cultura e Pensamento Contemporâneo”

16/11/2018 das 17 às 20:30 h e 17/11/2018 das 14 às 20:30 h

Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada – Antiga sala de jantar (piso 1)

O Curso do autor Gonçalo M. Tavares irá abordar as seguintes temáticas:  Estado/ Indivíduo e saúde – Textos de Fernando Savater, Ramón Gomez de la Serna, entre outros. A irracionalidade e a pequena razão, A lógica e o desejo – Textos de Baudelaire, Nietzsche, Séneca, Fernando Pessoa, Clarice Lispector, entre outros. Corpo e tecnologia versus…

3. Tour Literário / Literary Tour

Literary tour in English:

16 and 17th November 2018 at 3 p.m.

18th November at 5 p.m.

Tour em português

16/11/2018 às 18:00 h

17/11/2018 às 15:00 h

Tour com duração aproximada de duas horas com guia em português e em inglês, que irá percorrer locais emblemáticos por onde passaram vários autores açorianos ou que são cenários de obras literárias nacionais e /ou internacionais.
Não é necessária inscrição prévia.

Ponto de encontro / meeting point: Portas da Cidade.

4. Apresentação do livro A Fajã de Cima, ou como a bota de cano se tornou mais atraente que o salto alto, de Luís Rego

16/11/2018 às 18:30 h

Bistrô Valverde

Este livro, da autoria de Luís Rego é, antes de mais, uma viva declaração de amor à freguesia da Fajã de Cima e às suas figuras, aqui com nomes como Ludgero, Herberto e Mário. O potencial criativo do autor fica ao serviço de uma narrativa que junta um sentimento de terna admiração por um território e o gosto em contar, com humor e uma pena desenfreada, o extraordinário.

5. Homenagem a Emanuel Jorge Botelho

17/11/2018 às 17:30 h

Arquipélago – Centro de Artes Contemporâneas

A homenagem ao poeta Emanuel Jorge Botelho, e à sua obra num evento com várias vertentes performativas, com Eleonora Marino Duarte e Pedro Lucas.

6. Apresentação do livro Fruta do Chão, de João Pedro Porto

17/11/2018 às 21:00 h

Teatro Micaelense – Auditório

Antologia de oito contos escritos por João Pedro Porto. Fruta do Chão, premiado com a presença na primeira antologia do Centro Mário Cláudio, O País Invisível, em 2016; “A Morte do Velho Facas”, “O Homem da Mansarda”, “Traz Contigo os Barcos”, “Indesatável”, “O Clube dos Solitários”, “O Homem que vendeu o mundo ao fundo das escadas” e “A Cerimónia” são os contos que compõem o universo esdrúxulo e simbólico de João Pedro Porto.

7. Concerto Medeiros / Lucas

17/11/2018 às 21:30 h

Teatro Micaelense

MEDEIROS/LUCAS é um encontro geracional, possível graças ao sabor das marés, que encurtaram espaços e tempos entre os açorianos Carlos Medeiros e Pedro Lucas, dois marinheiros à deriva, com canções que se ancoram na palavra escrita. Desde o início, a dupla editou dois discos e extravasou a sua condição para o formato de banda. É neste espaço conquistado que aparece este Sol de Março, que conta com letras do escritor açoriano João Pedro Porto (2018).

Entre a musicalidade que ganha asas e se espraia entre os territórios do jazz, da eletrónica e do rock, da palavra ao fraseado de cada som, encontraram nesta coordenada comum novos caminhos para se fazer música portuguesa e novos contextos para a herança, acrescentando-lhe o cancioneiro culturalmente partilhado na lusofonia.

Preço | €10 (descontos aplicáveis)
Classificação | M/6

8. Festa Arquipélago de Escritores na Arco 8

17/11/2018 às 23:00 h

Arco 8

Um momento descontraído, com boa música, onde o convívio com os livros é o mote.

A festa será animada pelo DJ Pedro Primo Figueiredo.

9. Mesa 5: Natália Correia: #Metoo ou #CatherineDeneuve

18/11/2018 às 14:30 h

Centro Natália Correia

A vida e obra de Natália Correia serão o ponto de partida para uma conversa sobre a afirmação das mulheres na literatura, na política e na sociedade – e a forma como esta se realiza. A igualdade de género e o movimento #MeToo. O patriarcado e as vozes insurgentes. As mulheres que encontram no #MeToo uma forma de anular a sedução. A pergunta: seria Natália pelo combate do #MeToo ou acharia o movimento um gesto puritano?, com participação e moderação de Filipa Martins, Ângela Almeida, Lélia Nunes e Fernando Dacosta.

10. Mesa 7: Ilhas Desconhecidas ou Ignorantes que as Desconhecem?

18/11/2018 às 17:00 h

Biblioteca da Escola Secundária Antero de Quental

Apesar da circulação da informação e do crescimento do turismo, os Açores continuam a ser um território que grande parte dos continentais desconhece, para além das paisagens do postal. Que fosso existe entre Portugal continental e as ilhas atlânticas – nas suas idiossincrasias, na sua arte, na sua cultura, no seu regime político? Que mar é este que nos separa?, com moderação e participação de Nuno Costa Santos,Vasco Rosa, Urbano Bettencourt, Renata Correia Botelho e Carlos Tomé.

11. 30 anos de Gente Feliz com Lágrimas

18/11/2018 às 18:30 h

Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada – Auditório

Quando se cumprem 30 anos sobre a publicação do romance de referência sobre os Açores, Gente Feliz com Lágrimas, o autor Joel Neto convida o autor João de Melo para uma conversa muito especial e emblemática, que contará também com a exibição de telefilme realizado por José Medeiros).

Estes são apenas algumas das iniciativas propostas por este grande evento literário. Se quiser ficar a par de todas elas para não perder pitada, consulte o programa completo aqui!

PARTILHE ESTE EVENTO:

Logo_footer   

   

error: O conteúdo deste evento está protegido!