Open/Close Menu Todos os eventos dos Açores

No Facebook surgiu  um novo desafio em que se deve colocar uma foto da pessoa há 10 anos contrapondo-a com uma sua na atualidade, de modo a conseguir-se observar as possíveis diferenças que a passagem de um década tem em cada um de nós.

O Top Azores inspirou-se nesse mesmo jogo para este artigo. Colocámos aqui fotos atuais de diversos pontos da cidade de Ponta Delgada na atualidade, seguidas da foto desse mesmo local muitos anos antes. Nalguns casos, o tempo que separa as duas fotografias é de centenas de anos!

Curioso? Então vê como a cidade de Ponta Delgada é atualmente e fica a conhecer como ela era! Por vezes, a diferença é abismal, outras nem tanto!

1. Vista aérea da orla marítima de Ponta Delgada

Na fotografia a preto e branco, atribuída a finais da década de 60 (século XX), é possível observar que o edifício do SolMar Avenida Center, os hóteis, as Portas do Mar e a Avenida João Bosco Mota Amaral, bem como todas as construções existentes na atualidade, ainda não estavam construídos. Arquivo fotográfico de Nóbrega.

2. Jardim António Borges

Aspetos do Jardim António Borges. Fotografia atribuída ao 1.º quartel do século XX. Fotógrafo desconhecido. Arquivo fotográfico da Fundação Manuel de Sousa de Oliveira. Coisa pouca mudou no Jardim António Borges! A grande variedade de plantas e a sua ambiência romântica mantêm-se!

3. Avenida Infante D. Henrique

Na foto a preto e branco, podemos observar a construção da mais famosa avenida de Ponta Delgada, a Infante Dom Henrique, no ano de 1950. Fotógrafo desconhecido. Arquivo fotográfico de D. Gisete César.

Atualmente, além da Avenida Infante D. Henrique, mais terra foi roubada ao mar após a construção das Portas do Mar.

4. Ponta Delgada vista do mar

Ponta Delgada vista do mar, com a Igreja Matriz de São Sebastião, ainda sem a limpeza da cantaria e com telhado em dois panos. Distingue-se ainda o conjunto das Portas da Cidade e o cais das Arcadas (inexistente atualmente). Fotografia atribuída ao 1.º quartel do século XX. Autor desconhecido. Arquivo fotográfico de Laureano de Almeida.

5. Igreja de Todos os Santos

Atualmente, a Igreja de Todos os Santos, ou Igreja do Colégio dos Jesuítas, brinda os transeuntes com uma bela praça. Mas a 5 de novembro de 1908, o frontispício da Igreja continha um jardim e um passeio térreo ao centro. Fotografia de autor desconhecido. Arquivo fotográfico de Victor Meireles.

6. Vista aérea do Largo da Matriz do alto da torre da Câmara

Esta vista privilegiada do Largo da Matriz obtém-se subindo à torre da Câmara Municipal de Ponta Delgada. Na fotografia de 1878, pode-se observar a torre da igreja ainda sem o relógio, e no terraço, um sino ao centro colocado num suporte, que servia para alarme de incêndio. É igualmente visível a existência de duas janelas no frontão, o adro, as tendas nos baixos e barcos de boca aberta junto ao adro. Na praça as árvores ainda não existiam. Fotógrafo desconhecido. Arquivo fotográfico de D. Maria de Fátima de Melo Vasconcelos Araújo Almeida.

7. Praça do Município e Largo da Matriz

A sul da Praça do Município e Largo da Matriz existiam os açougues e, a poente, edifícios, incluindo um em forma de torre, onde o avô do Dr. Hugo Moreira teve durante vários anos escritório. Ao centro da Praça, existia uma espinha dorsal de árvores e o piso era calcetado. Fotografia atribuída ao último quartel do século XIX. Autor desconhecido. Arquivo fotográfico de Gustavo Moura.

8. Largo 2 de Março

No Largo 2 de Março, o Palácio da Conceição e as suas palmeiras mantêm-se praticamente inalterados, ainda assim, visíveis são as marcas da passagem do tempo, principalmente no que toca aos trajes das pessoas, aos carros e aos postes de luz. Arquivo Municipal de Ponta Delgada.

9. Largo Sul da Igreja Matriz

No dia 5 de julho de 1901, o Largo Sul da Igreja Matriz engalanava-se para receber os Reis de Portugal, D. Carlos e D. Amélia. Da esquerda para a direita: Café Albo (Judeu), onde se vendiam sorvetes; Fotografia Mendonça; casa do Sr. Botelho; Portas da Cidade, ao fundo, a seguir à varanda de Pilatos; casa do Moreira – «O Batateiro» (avô de Hugo Moreira); Câmara Municipal de Ponta Delgada, ao fundo; mercearia de Domingos Dias Machado, à direita; e, por último, o adro da igreja. Arquivo fotográfico de D. Maria de Fátima de Melo Vasconcelos Araújo Almeida.

Informação retirada do livro Ponta Delgada – Álbum de Memórias e Factos, de José de Almeida Mello. Poderá comprá-lo na nossa loja online na seguinte ligação:

Ponta Delgada – Álbum de Memórias e Factos

PARTILHE ESTE EVENTO:

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Logo_footer   

   

error: O conteúdo deste evento está protegido!